A Copa do Brasil, um exercício de transparência

*Por Camila Fernandes

ImagemO Grupo Máquina PR acompanhou nesta terça-feira (07/05), em Brasília, o debate sobre os impactos sociais e econômicos da Copa do Mundo e dos Jogos Olímpicos no Brasil, durante o Seminário Internacional de Jornalismo Esportivo, Sociedade e Indústria. Promovido pelo Observatório da Imprensa e PROJOR, com apoio da Embratur e da Apex Brasil, o evento contou com a presença de repórteres e editores da grande imprensa, veículos e agências de notícia internacionais, além de articulistas e acadêmicos.

Apresentador da ESPN e colunista da Folha de S.Paulo, Juca Kfouri levantou polêmicas no painel “Megaeventos esportivos e Sociedade”. O jornalista definiu sua opinião sobre as irregularidades e gastos excessivos em andamento para receber os eventos mundiais de 2014 e 2016: “Não é justo responsabilizar a imprensa pela imobilidade do Brasil e do Governo!”.

Para Kfouri, não há nada que justifique um país, que sequer tem uma política esportiva, realizar uma Copa do Mundo ou Jogos Olímpicos. “O Brasil não foi, até hoje, capaz de democratizar o acesso à pratica desportiva ou mesmo pensar o esporte como forma de prevenção a saúde”, criticou, acrescentando que, segundo pesquisas, a cada dólar investido na prática de atividades físicas, o Governo poderia poupar três dólares na saúde pública.

Imagem

Ao comparar a série de irregularidades cometidas atualmente àquelas ocorridas nos Jogos Panamericanos e repetidos erros da Copa do Mundo de 2010, na África do Sul, ele defendeu que o Brasil estaria apto a realizar uma Copa do Mundo, desde que fosse realizada de acordo com a realidade nacional: “Quando eu digo fazer a Copa do Brasil no Brasil é mostrar o país que somos, e não um país com mega arenas, mas puxadinhos nos aeroportos e o entorno com população pobre. Não adianta reclamar dos critérios da FIFA, nós mesmos nos colocamos nessa situação”.

Sobre a cobertura da imprensa, Kfouri amenizou o tom crítico e elogiou o trabalho realizado no sentido de informar a população. O jornalista se mostra animado com a Copa das Confederações e os próximos eventos esportivos, e aposta que será uma grande festa, destacando a hospitalidade brasileira: O povo brasileiro vai receber muito bem os atletas, delegações e turistas de todo o mundo, somos assim por natureza!”.

Democracia

Transparência foi a palavra de ordem na apresentação de Caio Magri, gerente executivo de políticas públicas do Instituto Ethos de Empresas e Responsabilidade Social, também convidado para o painel. O sociólogo encara a oportunidade que os dois megaeventos como a possibilidade é construir e aprofundar as instituições brasileiras, a democracia nacional e a participação da sociedade.

Magri defendeu três eixos de avanços fundamentais para o país: agenda ambiental; agenda de investimentos, com a geração de oportunidades, direitos humanos e inclusão social; além de uma agenda , que é a de um país com integridade nas relações público-privadas. Sob esse aspecto, destacou que o maior legado deve ficar no campo da transparência e do acesso à informação.

“Se vocês me perguntarem se temos esse cenário hoje, a resposta é não”, enfatizou. O sociólogo mencionou o projeto “Jogos limpos dentro e fora dos estádios”, que conta com comitês de organizações da sociedade civil em cada cidade-sede da Copa do Mundo na busca por um processo de diálogo e de ações locais com vistas ao desenvolvimento local. A inciativa envolve políticas regionais, planos diretores das cidades e questões culturais da população.

Os prefeitos desses municípios, de acordo com o convidado, assumiram o compromisso de criar mecanismos para garantir maior transparência dos recursos públicos, com divulgação permanente de decisões e aplicações da verba em torno da matriz de responsabilidade da Copa do Mundo. “Isso passa a ser um instrumento de controle e de participação para os brasileiros. É preciso reconhecer o avanço para alcançar processos de transparência em atos jurídicos e estatais nos últimos três anos, mas ainda falta muito.”

Ao final de participação, Magri lembrou que os jornalistas têm monitorado e cobrado de forma permanente os resultados nas obras em todo o país e deixou um recado à plateia, em sua maioria formada por profissionais de Comunicação: “O jornalismo tem um papel fundamental a cumprir na Copa do Mundo e nas Olimpíadas: temos de incluir e informar a sociedade sobre todos os acontecimentos, mantendo sempre aceso o processo investigativo e a notícia como interesse público”.

*Camila Fernandes é diretora de atendimento da Máquina Brasília

Grupo Máquina PR no Congresso Global de Empreendedorismo 2013

Entre as maiores economias em crescimento no mundo, o Brasil tem conquistado grande visibilidade no cenário mundial e se tornado um terreno fértil para a criação de novos negócios. Essa é uma das principais razões que o tornaram sede da quinta edição do Global Entrepreneurship Congress 2013, que acontece no Rio de Janeiro até a próxima quinta-feira (21/03). Iniciativa mundial da Endeavor, o GEC 2013 vai reunir pesquisadores, investidores, líderes, empreendedores e membros de governos de mais de 120 países para debater ideias e tendências em torno do tema.

Membro da Endeavor desde 2004, o Grupo Máquina PR é a empresa de comunicação oficial do evento, reponsável pela cobertura de painéis, atendimento à imprensa e alimentação dos canais de redes sociais da entidade com as principais informações sobre o congresso.

O GEC 2013 marca também um movimento por um Brasil e um mundo cada vez mais empreendedor, e tem entre seus principais objetivos a criação de um ambiente para troca de ideias e abordagens para fortalecer o crescimento econômico dos países envolvidos por meio de políticas e iniciativas favoráveis aos empreendedores. Além da tenda principal, o Congresso traz uma série de atividades de parceiros a fim de discutir todas as vertentes do empreendedorismo na sociedade e como entendê-las cada vez melhor.

Programação

Você pode acompanhar ao vivo a transmissão dos painéis e também um videocast. Basta clicar sobre o dia do evento que quer assistir. Acompanhe também a cobertura ao ao vivo no FacebookTwitter e Instagram com a hashtag #GEC2013

Grupo Máquina PR apoia o 3G Capital no maior negócio já realizado no setor alimentício

A compra da Heinz pelo fundo de investimentos dos donos da Ambev consolida o modelo de gestão brasileira no mundo

Depois de participar do processo de criação da Ambev, após a fusão entre as cervejarias Brahma e Antarctica, em 1999, o Grupo Máquina PR assumiu papel estratégico nos negócios dos empresários Jorge Paulo Lemann, Beto Sicupira e Marcel Telles. Esteve sempre presente em grandes conquistas da companhia, como a joint-venture com a Interbew, que deu origem à Inbev e também na aquisição da cervejaria norte-americana Anheuser-Bush, dona da marca Budweiser.Image

Com o fundo de investimento criado pelos executivos, o 3G Capital, o Grupo Máquina PR forneceu suporte de comunicação para os dois maiores negócios já realizados no setor de alimentação em todo o mundo, cujos valores somados superam 31 bilhões de dólares: a aquisição da rede de fast-food Burger King, em 2010, e recém-anunciada compra da companhia Heinz, junto com o fundo Berkshire Hathaway, do investidor norte-americano Warren Buffet.

Mais do que grandes investimentos, os negócios realizados pelo 3G Capital representam o reconhecimento, como referência mundial, o modelo de gestão brasileiro baseado na cultura da meritocracia de resultados. 

Grêmio inaugura primeira arena multiuso da América Latina

Será inaugurada neste sábado (08/12), em Porto Alegre, a primeira arena multiuso da América Latina, a Arena do Grêmio. O estádio do Tricolor Gaúcho inaugura também a nova geração de estádios modernos que está sendo construída no Brasil, e já nasce como uma referência para um segmento que vai revolucionar a relação do torcedor e do público de grandes eventos.

F

O Grupo Máquina PR participa da divulgação do evento e organizou uma press trip com 25 jornalistas para conhecer o novo estádio, participar de entrevista coletiva com representantes da OAS e do Grêmio e também da inauguração da Arena. Para todas estas operações, o Grupo Máquina deslocou 13 profissionais, sendo que 5 destes estão em Porto Alegre para acompanhar os jornalistas e participar da inauguração.

A OAS Arenas é a empresa construtora do novo estádio gremista, que contou com investimentos da ordem de R$ 540 milhões para sua criação. A previsão é de que a Arena fature entre R$110 mi e R$120 milhões em seu primeiro ano de vida.

Começa hoje, à meia noite, pré-venda do e-reader mais esperado do Brasil

 

A Livraria Cultura, referência no mercado brasileiro de livros, anunciou hoje para os jornalistas o início da pré-venda dos primeiros e-readers que levarão sua marca, fruto de uma parceria com a global Kobo. Quem quiser garantir o seu já pode efetuar a compra por meio do site da Livraria Cultura e nas 16 lojas físicas de todo o Brasil, a partir da meia noite de hoje. Os aparelhos começarão a ser entregues a partir do dia 05 de dezembro, quando também chegam às lojas físicas.

Em coletiva realizada na Livraria Cultura, organizada pelo Grupo Máquina e pela Comunicação da Cultura, Sérgio e Pedro Herz, ao lado de Todd Humphrey, vice-presidente executivo de Desenvolvimento de Negócios da Kobo, informaram que os devices serão comercializados por R$ 399,00, podem ser parcelados em até 5 vezes e terão frete grátis para todo o País. Estiveram presentes veículos como Folha de S.Paulo, Estadão, IG, G1, Uol, Exame.com, Brasil Econômico, DCI, R7, Publish News e Revista Galileu.

“A chegada dos aparelhos faz parte da nossa estratégia de movimentar o mercado nacional de e-Books e e-readers. A expectativa é tornar a cultura acessível em todas as plataformas, principalmente em um cenário no qual a vida digital ganha cada vez mais importância no dia a dia dos brasileiros”, afirma Sergio Herz, CEO da Livraria Cultura.

A Kobo chega ao País disponibilizando, de imediato, 12 mil títulos em português. Entre eles os grandes títulos nacionais, incluindo o queridinho da mulherada: 50 Tons de Cinza.

Quem não quiser perder a oportunidade de ter o seu primeiro Kobo, portanto, já pode começar a contar os minutos!

Mais em www.livrariacultura.com.br

 

Grupo Máquina PR acompanha a Semana Global de Empreendedorismo

Por Leonardo Souza

 

A Endeavor abre, hoje, a partir das 15 horas, a Semana Global do Empreendedorismo, no Museu da Imagem e do Som, em São Paulo. Até o dia 18 deste mês, 125 países participam da SGE, que é o maior movimento mundial em prol do empreendedorismo. O Grupo Máquina, além de ser a agência de PR da Endeavor e responsável por toda estratégia de divulgação da Semana, é também embaixador do movimento.

 

A abertura contará com a participação de nomes como José Pastore, especialista em Relações do Trabalho, Emprego e Desenvolvimento Industrial; Marcos Montes Cordeiro, Deputado Federal; William Eid, professor da FGV; Gilberto Dimenstein, jornalista; Luiza Helena Trajano , CEO do Magazine Luiza; Preto Zezé, presidente da Central Única das Favelas (CUFA), entre outros.

 

Com o tema “Por um Brasil mais empreendedor!”, a Semana deste ano pretende despertar e lapidar o espírito empreendedor e trazer discussões acerca dos seis pilares da Organização para a Cooperação e Desenvolvimento Econômico (OCDE): Ambiente Regulatório, Mercado, Acesso a Capital, Inovação, Capacitação e Cultura. O objetivo é fazer com que o povo brasileiro possa compreender melhor os desafios que vão surgir no caminho de um empreendedor.

 

A programação completa está disponível no site  (www.semanaglobal.org.br). Os interessados podem selecionar as atividades de acordo com cidade e estado, temas de interesse, entre outras características. E o melhor, a maioria é gratuita!

 

O evento de abertura contará com cobertura via Twitter da Máquina e também será transmitido, ao vivo, no site da Endeavor (www.endeavor.org.br ).

 

Foto do evento sobre economia criativa, no Museu da Imagem e do Som (MIS), em São Paulo, que faz parte da Semana Global do Empreendedorismo

 

 

Grupo Máquina é embaixador e agência de PR da Semana Global do Empreendedorismo

Com o tema “Por um Brasil mais empreendedor!”, a iniciativa pretende despertar e lapidar o espírito empreendedor nas pessoas e organizações brasileiras

 

 

São Paulo, 12 de novembro de 2012 – Entre os dias 12 e 18 de novembro, 125 países participam da Semana Global do Empreendedorismo, que é o maior movimento mundial em prol do empreendedorismo. O Grupo Máquina, além de ser a agência de PR responsável por toda estratégia de divulgação da Semana, é também embaixador do movimento. Com isso, o Grupo torna-se um multiplicador desta iniciativa global que inspira, conecta e capacita jovens e adultos nas mais diversas áreas do empreendedorismo.

 

A Semana Global do Empreendedorismo pretende despertar e lapidar o espírito empreendedor nas pessoas e organizações brasileiras. No Brasil desde 2008, a iniciativa é liderada pela Endeavor, organização internacional sem fins lucrativos que promove o empreendedorismo de alto impacto. Ela auxilia na coordenação de mais de 500 entidades parceiras atuantes nos eventos, entre organizações não governamentais, empresas, universidades e também do setor público.

 

Com o tema “Por um Brasil mais empreendedor!”, a edição deste ano deverá promover mais de três mil atividades e a maioria é gratuita, porém é necessário que o interessado entre no site para verificar se é necessária inscrição prévia e também o número de vagas disponíveis. Elas são distribuídas pelos seguintes temas: inspiração/casos de sucesso; sustentabilidade; empreendedorismo social; finanças/acesso a capital; leis e impostos; inovação/criatividade; vendas/marketing; plano/oportunidade de negócios; gestão de qualidade; operação; estratégia e crescimento; e relacionamento.

 

Entre e participe também deste movimento. A programação completa está disponível no site (www.semanaglobal.org.br).

 

Seguir

Obtenha todo post novo entregue na sua caixa de entrada.